sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Argumentos controversos na defesa da preservação da Amazônia.

Primeiramente leia até o final para desenvolver suas críticas e avaliar esse texto 😉🙏
Se você realmente quer contribuir com a preservação da Amazônia, por favor, não use vagamente esses argumentos:
1° 'Pulmão do mundo'. 👃🌪
2° 'Maior regulador do clima global'🌎.
3° 'Principal fonte da água e das chuvas do Sudeste'⛈
4° 'Fumaça do céu de São Paulo 🌫
5° Fotos de queimadas de outros lugares ou de outros anos 🔥🗽.
6° Agro é o 'demo' 😈.
7° Não se deve explorar nenhum dos seus recursos ⚒.
8° 'Ajuda' da Alemanha, Bélgica, Noruega e etc. 👦🐻
9° Girafas de três pernas🦒
10° Vai virar cerrado 🌳🌵🌾
Se vc aceitou ler até aqui, saiba de algumas coisas:
Preservar a Amazônia é algo primordial para o planeta, fundamentalmente para manter o equilíbrio dos ecossistemas e a nossa qualidade de vida, bem como a nossa esperança de que possíveis descobertas farmacêuticas incríveis ocorram. Mas é preciso entender que:
1° Ela não é o pulmão do mundo por que consome boa parte do oxigênio do que produz e também gera gás carbônico. Aliás, entre algumas das explicações para isso é que ela não é formada só de árvores e plantas, mas também de animais. Mais da metade do oxigênio gerado no planeta vem das algas dos oceanos. Mesmo assim ela possui importante participação na produção de oxigênio e por isso precisa ser preservada.
2° Ela não é o principal regulador do clima global, isso também é feito pelos oceanos, desde as massas de ar às correntes como a do 'Golfo', além das características geomorfológicas da Terra, como a presença das cordilheiras como a dos Andes. A Amazônia tem papel importante na regulação do clima regional, inclusive o do RJ (em parte)) e, mesmo estando nas mesmas latitudes da Caatinga e de alguns desertos do mundo, é afortunada em termos hidrológicos. Contudo, não devemos confundir os processos biogeográficos que a originaram com os que originam o Outback australiano ou os desertos da Namíbia ou do Atacama no Chile.
3° O clima do RJ e dos demais estados do Sudeste é tropical litorâneo com grande média de precipitação anual, mas isso ocorre por causa da maritimidade, ou seja, pela evaporação da água do mar e sofre influência orográfica das serras do Mar e da Mantiqueira. Além disso os fenômenos El Niño e La Niña, ocorridos no Pacífico, interferem na pluviosidade de toda a América do Sul. A importância dos 'rios voadores', porém, é  gigantesca. Resultantes da evapotranspiração da floresta, essas massas úmidas ajudam na recarga do Aquífero Guarani no Centro-oeste e da sazonalidade do Pantanal, o que gera o Delta do Prata, e irriga o Paraguai, o Chaco Argentino, o Uruguai e etc. Possibilitou a construção de Itaipu,  por exemplo.
4° Uma das principais características da cidade de São Paulo é a poluição do ar. Sua intensa industrialização aliada à sua geomorfologia contribuem para o agravamento dos efeitos negativos da poluição atmosférica durante fenômenos meteorológicos conhecidos como ‘inversão térmica’, comuns nessa época do ano. Cubatão, cidade paulista encravada na Serra do Mar já foi considerada a cidade mais poluída do mundo há algumas décadas. A fuligem gerada nas queimadas é danosa e pode gerar problemas respiratórios, mas as cinzas também ajudam na fertilização do solo. Uma técnica antiga chamada coivara consiste na queima da vegetação para o plantio e era praticada pelos povos nativos (indígenas) há muitos séculos, é claro, resguardadas as devidas proporções.
5° Muitas das principais fotografias usadas em postagens de redes sociais não são da Amazônia, nem mesmo desse ano de 2019. Uma pesquisa rápida no buscador Google pode comprovar isso. Mas sabemos que, infelizmente, milhares de animais morreram, bem como aldeias indígenas incendiaram. Por isso a coivara é proibida nessa época, quando são emitidos, inclusive, alertas de baixa umidade relativa do ar no Centro-Oeste e em todo o Brasil. No Cerrado é comum aparecerem focos de incêndios produzidos por combustão espontânea.
6°  O Brasil é um dos principais produtores de gêneros agrícolas do mundo e a agropecuária corresponde a boa parcela do nosso PIB. Temos uma das maiores áreas propícias ao cultivo do planeta. Demonizar o setor agropecuário é imoral e um convite ao retrocesso. É lógico que ninguém deve defender a destruição da Amazônia ou do Cerrado para implantar o máximo de produção agropecuária, mas ela é uma atividade fundamental para a segurança alimentar, para a produção de biocombustíveis e insumos industriais. Os países com maior competitividade econômica do mundo também possuem grande produção agropecuária, com exceção do Japão que, mesmo assim, investe pesado em tecnologia agropecuária.
7° Não dá pra pensar em proteção integral da Amazônia ou interrupção de todas as atividades humanas na Floresta. Isso não é sinônimo de sustentabilidade. A preservação da floresta só vai ocorrer quando as pessoas compreenderem sua importância também econômica, quando alternativas de geração de renda e subsistência à população residente, sobretudo com soluções para geração de renda proveniente do próprio manejo florestal sustentável forem ampliadas.
8° Os países que se vangloriam em ‘ajudar' financeiramente a Amazônia possuem grandes interesses econômicos e muitos deles, inclusive com muitas ongs, promovem biopirataria, tentam ou conseguem patentear conhecimentos indígenas e descobertas químico-farmacêuticas com as riquezas da nossa Amazônia, quando esse deveria ser compartilhado com os brasileiros. Além disso, muitas ações são realizadas com o intuito de reduzir ou sonegar impostos. Por fim, esses países já promoveram grande destruição das suas florestas nativas, principalmente a Floresta Boreal, a maior do planeta e que circunda as altas latitudes das regiões polares e subpolares. Por fim, eles mesmos foram responsáveis por catástrofes ambientais e humanitárias nas colônias que formaram, como a Bélgica em Ruanda, sem falar nos bombardeios incendiários da Alemanha, FUA, os testes nucleares franceses e ETC.
9° Esse eu nem preciso comentar, apenas deixo a necessidade de estudarmos nossa fauna e flora com mais sensibilidade, além e cuidar dos distúrbios de necessidade de atenção.
10° Essa questão é controversa e complexa. O aumento das médias climáticas globais não vai transformar a Amazônia em Cerrado (ao menos inicialmente), na verdade, isso iria fazê-la expandir. O Clima de boa parte da Amazônia é equatorial e super-úmido, ou seja, muito quente e chuvoso. O aumento da temperatura do Oceano e o aumento da evaporação das águas da Bacia Hidrográfica Amazônica aumentaria a precipitação. Depósitos carboníferos foram gerados a partir de grandes florestas  que existiram em períodos interglaciais do passado geológico. Contudo, boa parte das águas que alimentam a bacia provém do degelo dos Andes e, quando essas geleiras derreterem completamente isso vai sim reduzir o volume do Rio Amazonas e aí sim, isso poderia prejudicar profundamente a Floresta Amazônia, mudando bastante o clima da Região Norte e de todo o Brasil.
A Amazônia é  a maior floresta tropical / equatorial do planeta, possui uma porcentagem significativa da biodiversidade mundial e muuitas, mas muuuitas riquezas genéticas e, possivelmente, a cura de muitas doenças. Ainda temos muito a aprender com a 'Floresta Fantástica' e, para isso ela precisa ser preservada. Diante de tudo isso, percebemos que o primeiro passo necessário para preservá-la é conhecê-la, ou seja, estudarmos profundamente esse bioma maravilhoso e fundamental para o equilíbrio dos ecossistemas e fonte de conhecimento ainda pouco descoberto. Dessa forma podemos utilizar argumentos fundamentados e plausíveis, fugindo de fake news e manifestações leigas, para sermos levados mais a sério e, assim, contribuirmos efetivamente na geração de consciência ambiental que promova ativamente objetivos de sustentabilidade global.
E.B.F

domingo, 14 de maio de 2017

MÃE = AME

MÃE = AME
Pudera eu ter palavras suficientes para descrever o amor com o qual se criou o nome "MÃE", quiçá possa tentar.
Mãe é uma grande palavra pequena. Escreve-se com "M" de 'maior', de majestosa, de 'maravilhosa', de 'magnífica'. Todavia, o mesmo 'M' também inicia as palavras 'mansa'; meiga' e, se você souber lidar, 'maleável'.
Essa palavra também contém a letra 'A' que pode ser pronome, preposição ou artigo (como se a gramática fosse o forte de um poeta). Pois bem, como pronome, pode se dizer que mãe é 'a' que ama; como preposição nos leva 'a' amar e como artigo, mãe é 'a' chave para entender o amor.
Arisco-me a dizer isso por causa da ligação que o nome de mãe carrega em si, uma vez que temos como última letra deste lindo substantivo, o "E". Não há duvidas que o  'e' remete a uma 'conjunção, uma ligação perfeita que ressalta a condição aditiva de toda mãe. Acaso não cai bem a junção de mãe 'e' amor; de mãe 'e' cuidado; de mãe 'e' vida?
E quanto ao 'TIL'? Nada mais justo um 'til' em uma palavra que você provavelmente pronunciará com lágrimas, com consequentes narinas entupidas e falta de fôlego. Deve ser por isso que colocaram o til.
Dito isso, será que consegui descrever o amor com o qual foi criada a palavra 'mãe'? De certo que não! Nenhum poeta ou gramático o pode. O amor que deveras foi incutido no nome mãe só pode ser obra divina, apenas Deus poderia isto fazer. Até mesmo Jesus duvidou que uma mãe pudesse esquecer um filho que ainda mama e, embora seja fato a humanidade da mãe (e sua possível, porém improvável falha), seu amor é exemplo para todos nós.
Encerro este ensaio desajeitado e, por que não, quase leigo deixando apenas um destaque. Desconstrua o a palavra "M.Ã.E" e você encontrará uma ordenança do Senhor: "A.M.E".

Edson Borges Filadelfo 14/05/2017

domingo, 26 de fevereiro de 2017

CONTRATO Educação Seropédica 2017 - Magistério - Merendeira - Inspetor e Serviços Gerais

A Prefeitura Municipal de Seropédica – RJ publicou seleção para Contrato Temporário na Secretaria de Educação. São ao todo 140 vagas para os cargos de Professor, Merendeira, Inspetor de Alunos e Auxiliar de Serviços Gerais.
Os salários variam entre 678 e 1657 e o Contrato é de 3 meses.
As inscrições serão feitas entre 06 e 07 de março. Não há taxa de inscrição.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

FAETEC abre vagas para cursos profissionalizantes.


Ao todo serão mais de 70 mil vagas, segundo a FAETEC, em cursos gratuitos de qualificação profissional básica.
Além dos cursos profissionalizantes, também são oferecidas vagas para atividades artístico-culturais e físico-esportivas para jovens e idosos.
São cerca de 170 opções de cursos e o candidato pode escolher até duas opções.
As inscrições poderão ser realizadas a partir do dia 08/01/2016 no site da FAETEC.
Ao todo, serão mais de 170 opções de cursos. A rede ainda oferta cerca de 20 mil vagas para as atividades Artístico-Culturais e Físico-Esportivas.
SITE PARA INSCRIÇÕESwww.faetec.rj.gov.br, E é preciso clicar no link “Inscrições para os cursos FIC de Qualificação Profissional”.
Para se candidatar é necessário ter entre 14 e 18 anos e ter concluído o Ensino Fundamental. A duração dos cursos varia entre 10 e 20 semanas.
As vagas serão distribuidas por sorteio e o resultado será disponibilizado no dia 26 a partir das 10h. Os contemplados deverão efetivar as matrículas entre os dias 27 e 30/01 e as sulas se iniciarão em 15/02 (quinze de fevereiro de 2016)

CONCURSO PARA TUTOR DO PRÉ-VESTIBULAR SOCIAL DO CEDERJ: DIVERSAS ÁREAS

Estão abertas as inscrições para tutor do pré-vestibular Social do Consórcio Cederj. Existem vagas para licenciados de várias disciplinas como: Geografia, História, Biologia, Física, Química, Matemática, Libras, Língua portuguesa e Literatura Brasileira, Espanhol, Inglês  e Redação.
Entre os pólos com vagas abertas estão os do Rio, o de Nova Iguaçu e os de Angra dos Reis, Barra do Piraí, Macaé, Caxias, São Gonçalo e Rio Bonito.
As inscrições podem ser realizadas até o dia 8/1/2015 no site do CEDERJ ao custo de R$ 40,00.
 SITE PARA AS INSCRIÇÕES: www.cederj.edu.br/prevestibular/
Para ler o Edital do Concurso clique Clique Aqui Edital.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Processo seletivo FAETEC 2016.1 Inscrições abertas

Estão abertas as inscrições do processo seletivo da FAETEC-RJ (Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro). Há vagas para a Educação Infantil; Ensino Fundamental; Ensino Médio Formação Geral ; Normal Médio; Técnicos Concomitante, Integrado e Subsequente (pós-médio); Especialização Técnica  em Enfermagem; Tecnológicos (Ensino Superior). 

Os cursos técnicos são oferecidos pelas E.T.Es (Escolas Técnicas Estaduais) da rede. O curso Normal é oferecido pelo ISERJ (Instituo Superior de Educação do Rio de Janeiro) ISEPAM (ISE Campos).

Entre os cursos técnicos oferecidos estão:
Edificações - Eletrônica - Eletrotécnica - Mecânica - Eletromecânica - Saneamento - Telecomunicações - Administração - Eletrotécnica - Análises Clínicas - Guia de Turismo - Informática - Informática para Internet  - Enfermagem -  Gerência em Saúde - Produção de Moda - Segurança do Trabalho -Imobilizações Ortopédicas - Prótese Dentária - Secretário Escolar - Logística - Química - Automação Industrial - Meio Ambiente - Petróleo e Gás - Máquinas Navais - Saneamento - Construção Naval - Manutenção Metroferroviária - Gerência em Saúde - 

Os cursos superiores tecnológicos são oferecidos pela FAETERJ (Faculdade de Educação Tecnológica do estado do Rio de Janeiro), antigo IST (Instituto Superior de Tecnologia). Os cursos de Pedagogia (Normal Superior) são oferecidos pelo ISERJ E ISEPAM. 
Os cursos oferecidos são:

Tecnologia em Gestão Ambiental
Tecnologia de Sistemas de Informação 
Tecnologia em Análise de Sistemas Informatizados
Tecnologia da Informação e Comunicação
Tecnologia em Processos Gerenciais 
Tecnologia em Logística
Pedagogia

Para se inscrever basta clicar nos links abaixo ou entrar no site http://www.faetec.rj.gov.br/index.php/inscricoes/concursos/45-processo-seletivo-2016-1

FAETEC  - INSCREVA-SE AQUI


QUADRO DE VAGAS:
 VAGAS PARA CONCOMITÂNCIA EXTERNA E SUBSEQUENTE:

EDITAIS:

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Minha família é uma escola - Escola Norma Vicente Ferreira - Itapemirim / ES

Quando soube que tinham homenageado minha tia dando seu nome a uma escola meu coração se encheu de alegria.  Eu nem sonhava em ser professor. No inicio rolaram lágrimas, devido às lembranças de sua dor, mas depois um sorriso brotou pois sua luta foi inspiradora. Mulher forte, guerreira, como toda "Borges" e/ou "Vicente" deve ser e, assim reconhecida pela prefeita Maria da Graça H. Chamon, cujo lema de governo era "A Força da Mulher" (2000) que reformou e ampliou a escola.
Todos os que trabalham nessa escola devem se orgulhar e eu teria um motivo especial se trabalhasse nela (pena que a distância é grande e não dá pra "puxar-pro-Rio").
Cada dia mais me orgulho de ser educador. Primeiro por que fui alfabetizado pro minha mãe Rachel Borges Vicente (a da foto), segundo por que a pessoa que mais me acolheu foi minha tia Silvinha Filadelfo, também educadora e também por que minha família é uma escola.
Parabéns a todos os que trabalham na Escola de Pré e Primeiro Grau Municipal Norma Vicente Ferreira, em Itapemirim, ES. Feliz dia do Mestre, do Professor, do Educador, do Profissional da Educação em Geral, do porteiro à diretoria. Vocês podem não saber, mas fazem parte de minha família e cuidam de um pedacinho da lembrança de minha tia Norma (a qual muitos alegam que minha mãe é uma xerox).

Neste dia dos professores, o meu maior orgulho é lembrar que foi minha mãe que me alfabetizou

Por Edson Borges (Vicente) Filadelfo*
"Neste dia dos professores, o meu maior orgulho é lembrar que foi minha mãe que me alfabetizou"...
         Ser professor é ter uma profissão, ser mestre é formar discípulos,  educar é um ato de amor.
         No dia dos professores costumamos lembrar daquelas pessoas que conhecemos nas escolas, que chegam e saem com pressa entre uma escola e outra para garantir uma renda mais confortável. Costumamos lembrar de conselho de classe, formaturas, de fotos com beca, daqueles que entregam o canudo, dos paraninfos.
         Lembramos que alguns são diretores, outros coordenadores, outros orientadores. São necessários vários profissionais, vocacionados ou não, satisfeitos ou não com seu salário, dedicados ou não.
         Refletimos um dia por ano, quem sabe, sobre aqueles que nos ensinaram Geografia, História, Matemática. Percebemos que tínhamos um só por ano, até o quinto ano e que, depois, eles se multiplicaram em oito, dez, doze.
         Neste dia em que costumo receber "parabéns", "Feliz dia dos professores" (Feliz dia do mestre, não mais), lembro que já tive milhares de alunos de dez escolas.
        Mas, neste dia dos professores, o meu maior orgulho é lembrar que foi minha mãe que me alfabetizou. Lembrar que nasci em casa de educadora, vulgarmente chamada "explicadora" (parece que os professores complicam).
       Agradeço a Deus por brincar com letras desde que nasci; por ser convidado para a primeira série, quando todos tinham que fazer o "Prezinho" e o "C.A" antes; por ter conhecido a "Tia Bijuca", mas ter passado por curto período em sua turma; de passar por quatro "séries" em dois anos (Pré e C.A. em um e "Primeira" e "Segunda" em outro). Tudo isso eu devo à minha mãe.
       Ela não se formou (por ignorância do meu pai), mas isso não foide tão ruim, pois assim ela não perdeu o encanto, não se tornou mais uma a correr de escola em escola. Ela trabalhava em casa, nossa casa era a escola e quase todos do bairro iam lá pra aprender. Isso perdurou anos a fio. Seu diploma é o da experiência e seu saber veio da sede de leitura, do amor pelo conhecimento. Sua recompensa é uma multidão de pessoas de bem, educadas e cidadãs que hoje já podem ter até 30, 40 ou 50 anos.
        Para mim, minha faculdade de licenciatura começou na infância, quando eu aprendiz com sua destreza em ensinar; minha pós graduação em EJA começou quando ou a via educar meninas e mulheres, meninos e homens. Todos iam ao encontro dela para sair melhores.
       Parabéns a todos os professores, mestres, educadores, ... e um HIPER PARABÉNS à minha ALFABETIZADORA, EXPLICADORA, FORMADORA, minha MÃE RACHEL BORGES VICENTE. Eu te amo muito!

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Inscrições abertas para a Pós-graduação em Educação de Jovens e Adultos no IFRJ - Nilópolis.

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU - ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

FONTE:  www.ifrj.edu.br

O Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), no uso de suas atribuições legais, torna público o presente Edital contendo as normas referentes ao Processo Seletivo para o Programa de Pós-graduação Lato Sensu em Educação de Jovens e Adultos no Campus Nilópolis, do IFRJ.
O processo seletivo de que trata este Edital visa selecionar candidatos para ingresso no Curso de Pósgraduação Lato Sensu – Especialização em Educação de Jovens e Adultos para o ano de 2016. 1.2 O Curso tem a duração prevista de um ano e seis meses, incluindo o tempo de elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), prorrogável, a critério do Colegiado do Curso, por até seis meses. A sua carga horária é de 360 horas.
As inscrições no Processo Seletivo estarão abertas no período compreendido entre o dia 24 de agosto ao dia 05 de outubro de 2015, e deverão ser realizadas, exclusivamente, via Internet, de acordo com os seguintes procedimentos: I – acessar o endereço eletrônico www.ifrj.edu.br, na seção de Concursos e Processos Seletivos / Ensino de Pós Graduação / Pós-Graduação Lato Sensu, no período de inscrição e seguir as orientações ali contidas;
A taxa de inscrição do processo seletivo é de R$70,00 (setenta) reais, devendo ser paga em qualquer agência do Banco do Brasil, através da Guia do Recolhimento da União – GRU, disponível no endereço eletrônico: https://consulta.tesouro.fazenda.gov.br/gru/gru_simples.asp.
O IFRJ oferece 15 (quinze) vagas para o curso, que não possui mensalidade nem taxa de matrícula.
Será concedida isenção da taxa de inscrição ao professor das redes pública (federal, estadual ou municipal) e particular de ensino, no período compreendido entre o dia 24 de agosto ao dia 04 de setembro de 2015.

NFORMAÇÕES SOBRE O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO
Nome: ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
Público-alvo: Portadores de diploma de graduação ou declaração de colação de grau emitida pela instituição de ensino superior, explicitada a data da colação, obtido em cursos reconhecidos pelo MEC, em especial, profissionais que atuem ou desejem atuar na Educação de Jovens e Adultos. 
Horários e dias do curso: Terças-feiras, de 13h às 18h; sábados, de 7h às 12h.
Campus: Nilópolis

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Cursos gratuitos na FAETEC com inscrições abertas até 15 de julho.

São 90 mil vagas em cursos profissionalizantes

As oportunidades desta 3ª rodada do ano oferecem mais de 150 opções de cursos de qualificação profissional
O governo do estado do Rio, por meio da Fundação de Apoio à Escola Técnica (FAETEC), oferece oportunidades de qualificação profissional. As inscrições que começaram nesta segunda-feira, dia 29, e seguem até o próximo dia 15, podem ser feitas pelo site www.faetec.rj.gov.br, no link: “Inscrições para os cursos de Qualificação Profissional”. Ao todo, são 90 mil vagas entre mais de 150 cursos gratuitos diferentes para todo o estado.
Para o presidente da Fundação, Wagner Victer, os cursos voltados para o ambiente empresarial fazem com que o aluno desenvolva habilidades alinhadas com as necessidades atuais do mundo corporativo e do empreendedorismo, inclusive já no conceito de parcerias com o Comitê Rio 2016, que em acordo firmado irá contratar no futuro, profissionais oriundos dos cursos da FAETEC.
– Essas 90 mil vagas nos cursos profissionalizantes da FAETEC cumprem o objetivo de levar formação de qualidade à população do Rio de Janeiro, uma vez que são planejadas de acordo com as demandas do mercado e da vocação regional. O nosso desejo é que os candidatos sintam-se contemplados com essas oportunidades – destaca o presidente.
Entre os cursos, destaque para os de Agente de Informações Turística, Assistente de Produção Audiovisual, Auxiliar Administrativo, Auxiliar Financeiro, Camareira em Meios de Hospedagem, Cozinheiro, Encanador Instalador Predial, Idiomas (Espanhol, Francês e Inglês), Montador e Reparador de Computadores, Soldador, Pintor Industrial, Inspetor de Solda, Mecânico de Automóveis, de Motocicletas e Autocad 3D. A lista completa pode ser acessada na página oficial da FAETEC na internet.
Para o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gustavo Tutuca, o momento é de aposta na formação de mão de obra para atender os diversos setores da economia Fluminense.
– Os cursos gratuitos da FAETEC são uma oportunidade de mudança para muitas pessoas que desejam prosperar através da qualificação. Temos um dos menores índices de desemprego na nossa região metropolitana, mas sabemos que o país passa por uma crise. Tenho convicção de que a educação faz a diferença na empregabilidade e que os cursos da FAETEC são reconhecidos pelo mercado, por sua excelência – ressalta o secretário.
Para se candidatar é preciso ter o Ensino Fundamental completo e, dependendo do curso, a idade mínima varia de 14 a 18 anos. Os cursos têm duração de 10 e 20 semanas.
O sorteio público das vagas será realizado no dia 17 do próximo mês, a partir das 10 horas, e a listagem completa publicada em seguida no site da instituição. Após a publicação, os candidatos sorteados terão entre os dias 18 e 23 de julho para efetivar a matrícula. As aulas começam a partir do dia 3 de agosto.  
Serviço:
Inscrições: até 15 de julho
Resultado do sorteio: 17 de julho
Matrícula: 18 a 23 de julho
Matrícula para vagas ociosas: 24 a 29 de julho
Início das aulas: 3 de agosto